Uncategorized

Macau é uma animação (durante uma semana)

O Centro Cultural de Macau preparou uma semana inteira de cinema de animação e promete: é para todos os gostos e públicos. O festival AniMacao decorre de 2 a 9 de Outubro e traz à principal sala do território sete filmes de animação, seleccionados “entre as melhores produções internacionais”, destaca a organização.

A mostra desde ano inclui animações vindas de países europeus com tradição no género como a República Checa, França, Reino Unido e Espanha, mas também da Ásia e da América do Sul, com a projecção de trabalhos produzidos em Hong Kong, Japão e Colômbia. “Tanto os jovens como o público mais maduro podem contar com uma apresentação diversificada de novidades e entretenimento garantido ao longo deste evento bianual”, refere o Centro Cultural.

O que há para ver? “Contos Nocturnos”, do francês Michel Ocelot, uma compilação de pequenos contos de fadas, que se estreou na edição deste ano do Festival Internacional de Cinema de Berlim. Há ainda “Finfárum Sortudo três Vezes”. Trata-se de uma colecção de filmes em animação ‘stop motion’ produzida na República Checa e pensada para todas as idades. A obra foi já premiada e inclui três filmes assinados por três realizadores diferentes.

De regresso a França. “Mia e o Migoo” é uma história, também “para toda a família” e “com um toque ambientalista”, que chega a Macau depois de uma passagem por festivais de Nova Iorque e Toronto. O Japão é a próxima paragem, com a projecção de “Milagre Mai Mai”, de Sunao Katabuchi. O filme esteve durante quatro meses em exibição no país.

Hong Kong é representado pela “Colecção de Animação Postgal”, um trabalho “muito apreciado por adolescentes e jovens adultos” e que inclui todas as animações concebidas até ao momento pelo grupo de criativos Postgal, da região vizinha. Da América do Sul vem “Pequenas Vozes”, um documentário feito com crianças deslocadas, vítimas de violência na Colômbia. O festival fecha com “Chico e Rita”, de Fernando Trueba, um filme de animação que conta uma história de amor cubana e se faz ao som do jazz. Os bilhetes já estão à venda.

No final deste mês e a uma semana antes do arranque o festival (24 e 25 de Setembro), o Centro Cultural de Macau organiza dois workshops da animação ‘stop motion’, dados por Emily Wong, de Hong Kong. As sessões são apenas em cantonês.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s