Uncategorized

Febre do 3D chega a Macau

“As Aventuras de Tintin – O Segredo do Licorne”, “Missão Impossível: Protocolo Fantasma” ou “Sherlock Holmes: Jogo de Sombras” são alguns dos filmes que já podem ser vistos nas nove salas dos UA Galaxy Cinemas que abriram ontem as portas ao público.

Ao todo estão disponíveis cerca de mil lugares para quem quiser assistir aos principais lançamentos de Hollywod e Bollywood. Além disso, os ecrãs do novo espaço vão também exibir eventos desportivos, concertos e espectáculos gravados ao vivo.

“Com esta inauguração demonstramos o compromisso que temos com Macau. Sem dúvida que se inicia uma nova era que promove a oferta cultural da cidade, e a indústria cinematográfica e de entretenimento”, disse o presidente do Galaxy Entertainment Group, Lui Che-woo. Destacando o “investimento de seis mil milhões de dólares”, o homem forte do grupo que opera desde Hong Kong garantiu ainda que as nove salas de cinema podem exibir filmes em 3D.

Liu lembrou também que “os residentes locais já não têm de ir até Hong Kong para apreciar uma experiência de cinema de luxo” e manifestou o desejo de colocar o novo espaço de 16 mil metros quadrados no mapa dos festivais de cinema.

Para conquistar o público local, o grupo Galaxy Macau aliou-se à empresa de distribuição UA Cinemas, com sede na RAEHK, que conta com mais de 26 anos de experiência no sector.

“Quais são os elementos excitantes que vamos trazer?”, perguntou o representante da Lark International Holdings Limited que detém a marca. “Em primeiro lugar, o mais avançado sistema de projecção e de áudio que dispomos, capaz de exibir filmes em 2D e 3D que possa satisfazer esta crescente tendência do mercado. A exibição a três dimensões oferece beleza, precisão e efeitos visuais que conseguem tornar as emoções de um argumento numa oportunidade espectacular.”

E para que a experiência nos UA Galaxy Cinemas fique na memória pela positiva, Stanley Ko avançou que a compra dos bilhetes pode ser feita, antecipadamente, através da Internet. Uma forma de evitar filas nas bilheteiras ou deslocações até elas em vão.

Luxo tem lugar marcado

Depois da sessão de apresentação dos novos cinemas, que juntou Lui Chee-woo e Stanley Ko, houve ainda a oportunidade de Tsui Hark e o elenco do seu mais recente filme, “Flying Sword of Dragon Gate”, falarem aos jornalistas presentes (ver caixa).

Tudo se passou na sala Grand Theatre que é uma das jóias da coroa dos UA Galaxy Cinemas. Ao todo, o espaço – marcado pelo conforto dos assentos e pela dimensão do ecrã – dispõe de 339 lugares e quatro galerias.

Existem também quatro salas mais privadas (“Director’s Club”) que, no seu conjunto, têm uma capacidade para 70 pessoas e, em relação aos restantes lugares, dividem-se por outros quatro espaços.

A partir destas nove salas, é possível aceder a “um serviço de catering e hospitalidade de cinco estrelas”, garante o presidente do Galaxy Entertainment Group que fez questão de repetir, mais de uma vez, a filosofia do projecto: “Classe Mundial, Coração Asiático”.

Tsui Hark e Jet Li no dia zero

As longas sequências de luta de “The Flying Sword of Dragon Gate”, de Tsui Hark, serviram de montra para os jornalistas e convidados presentes na inauguração dos UA Galaxy Cinemas atestarem a qualidade da projecção em 3D.

O filme – que junta actores como Jet Li, Zhou Xun, Chen Kun, Li Yuchun e Kwai Lun-mei – combina histórias tão dispersas como a caça a um tesouro, o reencontro de dois amantes ou a fúria de assassinos imperiais. Ora, para juntar tudo isto com muita acção e emoção à mistura, o realizador de Hong Kong contou com a experiência de Chuck Comisky. Nada mais, nada menos do que o responsável pelos efeitos especiais do filme Avatar de James Cameron.

Esta aposta surgiu porque “The Flying Sword of Dragon Gate” é a primeira longa metragem de artes marciais rodada com o recurso à tecnologia tridimensional. “Vê-se a diferença”, disse o protagonista Jet Li, apontando para os detalhes que ganham mais expressão quando as cenas são gravadas em 3D.

O actor Chen Kun destacou também que “esta técnica exige mais preparação”. “Temos de ser precisos nos movimentos para que o efeito seja o mais real possível”, revela. P.G.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s