Uncategorized

“O meu país é rico em talentos”

Nancy Vieira é indiscutivelmente um deles. Tida como a melhor voz da nova geração de cantoras cabo-verdianas, é na música tradicional do seu país que aposta. Vem a Macau cantar “No Amá”.

Nuno Mendonça

– Como recebeu este convite para vir a Macau e actuar no primeiro festival literário da cidade?

Nancy Vieira – Senti-me muito honrada com o convite, e feliz com a oportunidade de levar a minha música a um festival dessa natureza e de conhecer o território, cuja beleza chega até nós por fotos e outras imagens.

– A imprensa define-a como a melhor voz da nova geração de cantoras de Cabo Verde. Quão importante é este tipo de reconhecimento?

N.V. – O meu país é rico em talentos, quando se fala de música. Ser incluída no grupo dos melhores é um reconhecimento e todo o reconhecimento é importante, gratificante e motivador.

– Como é que lidou com a notícia do desaparecimento de Cesária Évora, em Dezembro último? E como foi actuar com ela?

N.V. – Com muita tristeza e surpresa, já que a Cesária, nos últimos anos, demonstrou muita força para ultrapassar graves problemas de saúde, que a foram incapacitando de continuar nos palcos. A companhia da Cize era sempre agradável e divertida no palco ou fora dele. Tinha uma atitude maternal e enternecedora para com os mais jovens.

– Como é que esta nova geração de músicos e cantores, à qual pertence, pode contribuir para expandir o legado de Cesária Évora?

N.V. – Expandir o legado de Cesária Évora é tarefa difícil, diria mesmo impossível, já que ela levou a nossa música o mais longe possível, elevou-a ao mais alto nível. A nós, nova geração de músicos e cantores, cabe-nos a grande responsabilidade de continuar, com muito amor e respeito por esse legado e pela nossa música, a trabalhar com seriedade e afinco para que sejam sempre dignificados.

– Como se posiciona em termos musicais? Como gostaria que as suas canções e estilo se desenvolvessem?

N.V. – Embora não seja nenhuma criança, considero-me jovem em termos musicais e quem é jovem tem sempre alguma procura pela frente… Uma certeza tenho – sou e quero continuar a ser uma intérprete da mais tradicional música do meu país, continuar a cantar os mesmos sentimentos, o amor, a saudade, o mar…

– A sua música é essencialmente cabo-verdiana: morna, coladeira, funaná. Sente-se tentada a arriscar outros ritmos e sonoridades do mundo lusófono, como o fado ou a bossa-nova, por exemplo?

N.V. – A base da minha música serão sempre os ritmos tradicionais de Cabo Verde. Quanto à bossa-nova ou ao samba, são géneros, brasileiros, já “adoptados” e muito presentes na própria música cabo-verdiana, ao ponto de falarmos em samba à moda de Cabo Verde ou “coladeira sambada”. Já cantei fado, em dueto com grandes fadistas, como Camané ou Hélder Moutinho, mas sempre ao jeito de uma cantora de mornas. É uma música que aprecio e respeito muito e que me é muito familiar, pelas similitudes que tem com a nossa morna, em termos de sentimentos e, muitas vezes, até de melodia. Tenho sempre abertura a experiências com outras músicas, intercâmbios com outros géneros, desde que isso não implique a perda da minha identidade, ser o que não sou.

– O que conhece da música chinesa?

N.V. – Não tenho conhecimento aprofundado sobre a música chinesa. Como intérprete, cabo-verdiana, da chamada música do mundo, sinto grande interesse em conhecer melhor os sons da tradição chinesa e olho com especial curiosidade para a pipa chinesa, instrumento tocado há mais de dois mil anos, cujo som facilmente associo ao da guitarra portuguesa ou do cavaquinho, presentes na minha música e no meu ultimo disco, “No amá”. Desde criança, sempre me encantaram as danças chinesas…

– Qual será o repertório que irá mostrar ao público de Macau?

N.V. – O repertório do concerto de Macau será baseado no meu mais recente disco “No amá”, temas de discos anteriores e alguns clássicos do cancioneiro cabo-verdiano que gosto sempre de recordar.

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s