Uncategorized

IPOR à descoberta dos índios

O Café Oriente recebe na segunda-feira a apresentação do livro “Os Índios Potiguara: Memória, Asilo e Poder” e a estreia do documentário “Asil – O Poder dos Índios Potiguara”, ambos da autoria de José Manuel Simões.

Um livro e um documentário sore os índios Potiguara serão apresentados na segunda-feira, às 18h30, no Café Oriente do Instituto Português do Oriente. Os dois trabalhos são da autoria do professor e investigador José Manuel Simões.

Os índios Potiguara habitam a região da Baía da Traição, no Brasil, e foram estudados por Simões na sequência de uma tese de doutoramento iniciada numa “sorte de vertiginosa descida a um outro locus cultural, por via dramática”, explica o autor na nota que apresenta a obra. Através do trabalho de campo, José Manuel Simões explora a reserva indígena Potiguara, área normalmente interdita a estranhos. Esta fase foi, de acordo com o texto de apresentação, “carregada de aventuras peculiares e de encontros significativos”.

É o impacto da visita de Simões à reserva indígena que o leva a decidir doutorar-se nesta temática e a escrever esta obra que “engloba, em interdisciplinaridade, os campos da História, da Antropologia Cultural e das Teorias da Comunicação, acompanhando e reflectindo em sede de metodologia etno-histórica” sobre um grupo cultural que se abriu ao exterior mantendo sempre traços, manifestações e representações culturais que apresenta como sendo ancestrais e singulares. “Trata-se do encontro com o ‘Outro’ e a investigação em que o ‘Mesmo’, no sentido que lhe foi dado por Michel Foucault, incorpora e domina a invenção do primeiro”, lê-se na mesma nota.

História em imagens

O professor da Universidade de São José e antigo jornalista decidiu ainda registar a sua investigação em vídeo. “Asilo – O Poder dos Índios Potiguara” entra no âmago da vida dos cinco mil índios que habitam a reserva territorial e biológica situada no extremo Norte da Paraíba, constituída por 32 aldeias. O documentário “dá a conhecer um dos últimos paraísos do Homem, retratando com rara sensibilidade curandeiras, caciques, pagés e feiticeiras, e revelando-nos como preservar uma cultura secular em extinção”.

O livro e o documentário serão apresetandos por José Manuel Simões e por João Neves, director do Instituto Português do Oriente.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s