Uncategorized

Arquivo nacional português à lupa

Picture 1Consultar publicações na Biblioteca Nacional Digital portuguesa passa agora a ser mais fácil. Com um site renovado e novas ferramentas, a leitura de documentos é agora mais aperfeiçoada: é possível, por exemplo, folhear e aumentar mais de 400 vezes o tamanho original.

A Biblioteca Nacional Digital portuguesa tem, desde o início desta semana, um interface totalmente renovado. As mudanças não são só ao nível do aspecto gráfico mas também das funcionalidades. Agora, é possível folhear conteúdos, navegar através da visualização de miniaturas, procurar textos integrais, pesquisar por capítulos e descarregar imagens ou PDF sem sair do ecrã de visualização.

Na página da maior biblioteca portuguesa, a grande novidade está na forma ler um documento online. Agora, as publicações disponíveis podem ser lidas de uma forma mais semelhante ao papel. Entre os últimos livros disponibilizados nas colecções digitalizadas está, por exemplo, “Almada: o escritor, o ilustrado”, sobre Almada Negreiros. As 362 páginas da publicação, com texto mas também ilustração, podem ser folheadas, ampliadas, viradas, assinaladas, guardadas (na totalidade ou só algumas), enviadas a amigos e até partilhadas nas redes sociais.

Segundo um comunicado da Biblioteca Nacional Digital, são “disponibilizadas funções para ver os detalhes da informação bibliográfica, para aceder ao registo completo no catálogo, para fazer download de ficheiros, de uma dada imagem ou da obra completa, respectivamente em JPG ou PDF, e para imprimir e partilhar por email e redes sociais”.

As novas ferramentas revelam-se especialmente úteis na consulta de documentos antigos, manuscritos ou com imagens meticulosas. O zoom permite aumentar 417 vezes o tamanho inicial.

Actualmente a Biblioteca Digital comporta cerca de 24 mil títulos e mais de 1,5 milhões de imagens, e “de todos os serviços que a BNP fornece, [é] aquele que tem mais procura e utilização e o que maior repercussão atinge na difusão, nacional e internacional, dos seus acervos”, lê-se no comunicado disponibilizado através da Agencia Lusa.

Desde 2009 que a média anual de consultas aos objectos digitais da Biblioteca excede os sete milhões, maioritariamente a partir de Portugal e Brasil, mas também de Espanha, França, Estados Unidos, outros países europeus e Angola. Este ano “a média mensal de consultas supera já um milhão”.

A Biblioteca Nacional é, desde 2005, parceira das redes internacionais de fornecimento de conteúdos online através de portais colectivos que indexam os conteúdos da Biblioteca nacional Digital, como a TEL – The European Library, Europeana – Biblioteca Digital Europeia, VIAF – Virtual International Authority File, e a Biblioteca Digital do Patrimonio Iberoamericano.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s