Editorial

Parágrafo #15

fullsizerender-4

Sara Figueiredo Costa

Fala-se pouco de poesia na imprensa cultural, é sabido. No deve e haver do mercado editorial, sabe-se que a poesia é género que pouco vende e talvez por isso as grandes editoras tenham prescindido de boa parte dos seus autores poetas, deixando a função ao cuidado de pequenas casas editoriais, com tiragens reduzidas a contrastarem com um imenso rigor na elaboração dos livros e na escolha do catálogo. Apesar disso, a poesia sobrevive e nela se reconhece uma linhagem onde assentam as fundações de todas as literaturas conhecidas. Saúda-se, portanto, a continuação do labor da Assírio & Alvim, agora integrada num grande grupo editorial (a Porto Editora), e a sua persistência na construção de um catálogo diverso e de qualidade inabalável. A mesma Assírio & Alvim que voltou a publicar um livro de Manuel Afonso Costa, Memórias da Casa da China e de Outras Visitas, acabado de chegar às livrarias e merecedor de destaque nesta edição do Parágrafo.

Em Janeiro dissemos que este suplemento traria algumas novidades ao longo do ano e começamos já a dar conta delas com a chegada de Joe Tang às nossas páginas, assinando uma coluna que será sobre livros, talvez divergindo para outros temas de quando em vez. Outras novidades surgirão nos próximos meses e é com particular satisfação que registamos esta primeira.

Dentro de uma semana, Macau acolhe a sexta edição do festival literário Rota das Letras. É sabido que a organização do festival é assumida pelo mesmo jornal que integra o nosso suplemento, o Ponto Final, e fica a declaração de interesses para quem possa não saber. Esclarecimento feito, é com muita expectativa que nos preparamos para ter na cidade autores como Yu Hua, Benjamin Moser, Pedro Mexia, Qin Wenjun, Brian Castro ou Garry Hynes, para referir apenas alguns dos mais de cinquenta que estão convidados. Numa cidade que tantas vezes se queixa de pouca actividade cultural, um festival como o Rota das Letras tem sido uma espécie de furacão anual e benfazejo, trazendo escritores, músicos, cineastas, artistas plásticos e livros, muitos livros que desembarcam subitamente no território. Serão dias felizes para qualquer leitor e já os vamos antecipando com uma dieta diária de várias páginas assinadas por alguns destes autores. Em Março, cá estaremos para ouvir o que dizem quando não estão a escrever.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s