Breves

Pessanha de bolso

Celebraram-se este mês os 150 anos do nascimento de Camilo Pessanha e Macau foi palco de uma comemoração que inclui debates, conversas, apresentações de livros, exposições e alguns momentos solenes, como a visita à campa do poeta no cemitério de São Miguel Arcanjo. Uma edição da Clepsydra ficará para a posteridade na sequência destas comemorações, dinamizadas por Carlos Morais José. Em formato de missal, com capa preta a imitar couro, letras a prateado e guardas em papel marmoreado, o pequeno livro dispensa prefácios, apresentações e aparato crítico, algo que pode ser encontrado noutras edições e em estudos dispersos dedicados à obra do poeta, remetendo-se ao essencial: os poemas que integram Clepsydra num objecto que pode levar-se no bolso. A edição é de Carlos Morais José, com chancela da COD, numa tiragem de 500 exemplares.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s