Mudar de pele
Crítica

Mudar de pele

  Sara Figueiredo Costa     Ana Pessoa tem escrito romances povoados por personagens juvenis, primeiro em O Caderno Vermelho da Rapariga Karateca, depois em Supergigante e agora neste Mary John. Se esse facto transforma o que escreve em ‘livros juvenis’ é discussão que não cabe aqui, desde logo por semelhante categorização não corresponder a … Continuar a ler